Oi, tudo bem?

Deixa eu te contar… Em 2003, depois de muita cabeçada, eu descobri que eu não era uma artista/criativa sustentável. Palavra chique pra dizer, simplesmente, que eu não conseguia viver fazendo o que eu tanto amo. Longa história, só que curta: eu comecei a mergulhar em tudo quanto é conhecimento que eu podia pra descobrir como conciliar trabalho significativo com retorno financeiro. Amor com bufunfa! Cursos livres, livros, projetos, primeira empresa, parcerias, pós, tentativas, erros, segunda empresa, mestrado, cursos online e cá estou eu, ainda descobrindo, mas avançando a passos bem largos!

Rafaela CappaiRafaela CappaiRafaela Cappai

Eu quero viver em um mundo onde a criatividade seja valorizada. Onde artistas e criativos consigam viver fazendo o que amam. Num mundo onde ninguém tenha que abandonar o que ama fazer porque não dá dinheiro.

Quando não estou dançando, atuando, ensaiando, ensinando, viajando, escrevendo, palestrando, aprendendo, criando, participando de eventos, gravando ou empreendendo, estou na cozinha inventando e comendo delícias, brincando com os cães, aproveitando a cidade, me dedicando à decoração da minha casa no melhor estilo faça-você-mesmo, me exercitando, assistindo a filmes e séries, andando de bike ou compartilhando momentos com minha família e amigos.

O trabalho sempre teve um peso grande na minha vida. Comecei a trabalhar aos 14 anos de idade, dançando em um grupo profissional em Belo Horizonte. Desde então, não parei, sempre em áreas criativas: dança, teatro, TV, educação, produção cultural, cultura urbana, comunicação, produção de eventos… Minha vida pessoal sempre foi permeada pelo trabalho de maneira muito intensa, e ele sempre alimentou meu ócio e minha vida pessoal. Eu estaria mentindo se disesse que o trabalho não é uma das coisas mais importantes da minha vida. É através dele que me expresso criativamente, através dele que me relaciono com o mundo, que conheço pessoas incríveis e que evoluo e me desenvolvo como ser-humano.

Outro dia, ouvi alguém dizer que o especialista é só um aprendiz que tá aprendendo há mais tempo. É exatamente assim que eu me sinto!

Espalhe amor! Share on Facebook4Share on LinkedIn0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone