#vqvaovivo sobre marketing autêntico

Semana passada rolou o #vqvaovivo sobre marketing autêntico. Se você não viu ou quer rever, o vídeo está abaixo.

E, como prometido aqui está o script da aula, pra colocar em prática:

– Por que não vender não é a solução?
– Por que, ao não vender, você está na verdade sendo egoísta (sorry!).
– O que é o marketing autêntico?
– Quais são os princípios do marketing autêntico?
– Exemplos de negócios que usam o marketing autêntico.
– Perguntas e comentários da galera.
PRINCIPAL PROBLEMA:
 
Enquete: em qual nível está o seu relacionamento com o marketing?
– Medo de vender:
“E se acharem que eu só penso em dinheiro?”
“E se as pessoas se incomodarem com o que eu vendo.”
“E se eu ficar parecendo vendedor chato.”

“E se eu ultrapassar os limites?”
– Justo, justíssimo! A gente quer provocar o bem e não o incômodo à nossa volta.
– Mas, sem venda, não há negócio. Todo mundo vende.
– Ao não vender você limita sua expressão criativa e não compartilhar o que tem/faz de melhor com o mundo. E o mundo precisa disso sim! Acredite!
– Se colocar como consumidor: exemplos de coisas legais que compraram e se essa pessoa não tivesse vendido, você não teria experienciado.
– Pensar ao contrário: o que você você tem pra vender que outras pessoas podem precisar?
DUAS OPÇÕES:
Opção 1:1) Você tem paixão / talento / ideia / habilidade / uma visão de mundo e sabe que pode impactar pessoas com isso.

2) Você deixa isso guardado na gaveta, porque tem medo de marketing.

3) Fim da história pro seu negócio.

Opção 2:1) Você tem paixão / talento / ideia / habilidade / uma visão de mundo e sabe que pode impactar pessoas com isso.

2) Mesmo ainda com medo e incomodado, você busca entender e aprender o marketing, a partir de uma visão humana, empática e com propósito.3) Através de experimentação, você encontra o seu próprio jeito de vender e falar do seu trabalho, de uma maneira que te deixe confortável e seja efetiva.4) Você impacta o mundo com sua mensagem, se coloca à serviço e, como consequência, cria um fluxo de dinheiro e abundância pra viver de maneira sustentável.

5) Não é o fim da história pro seu negócio.

CONCEITO:
 
– E se existisse um jeito de vender a partir do coração?
 
– Qual é a raíz do capitalismo? Troca!
“Marketing autêntico não começa com táticas ou estratégias, mas sim com o que é humano” – Fabianne Frederickson
– Marketing autêntico = servir as pessoas vs Marketing tradicional = vender para as pessoas.
– Qual é o principal recurso do marketing autêntico = pessoas = feito por pessoas = feito para pessoas.
– O total oposto é o marketing deceptivo. Ex: Mad Men, 50’s, 60s – A informação não era moeda recorrente. E era usava de forma a manipular as pessoas.
– Marketing autêntico tem a ver com inspiração, é dar pesinho. Mostrar o que há do outro lado do muro pra que a própria pessoa tome a decisão consciente de que quer pular! E, mesmo se ela não pular, é preciso que ela saiba que pode conquistar tudo aquilo, pelo próprio esforço, de outras maneiras.
– “Persuasão é facilitar a tomada de decisão do outro lado. Não é manipulação”. – Bruno Romano
– São os nossos valores que guiam nosso negócio. Não o dinheiro. O dinheiro é consequência. As estratégias servindo ao coração.

– Se o marketing é colocado a serviço dos nossos valores, ele é capaz de empoderar e comunicar a nossa verdade.

– Se ele é a bússola do negócio, ditando todas as estratégias, independentemente se o seu coração diz sim pra elas ou não, você acaba não encontrando o seu norte verdadeiro. Só tá seguindo norte alheio. E é como se estivesse viajando na viagem do outro.

– Estratégias a serviço do humano.

– Não existe marketing autêntico sem negócio autêntico. Não dá pra usá-lo apenas como estratégia, ele deve estar a serviço do propósito do negócio.

PERGUNTAS A SE FAZER:
– Sua galera consegue ler através do seu marketing?

– Eles conseguem perceber suas reais intenções?

– Você está usando estratégias de venda baseada apenas na venda ou processos orientados para as pessoas e o serviço?

– Você tá empurrando os produtos ou serviços goela abaixo ou está tentando construir valor e confiança?

– O porque você faz o que faz está permeando toda a comunicação do negócio?

– Você está repetindo fórmulas ou está hackeando as regras e estratégias ao seu favor?

– Você de fato acredita no que está vendendo?

ANATOMIA DO MARKETING AUTÊNTICO
– Amor e Propósito (acreditar no que faz e no que diz e colocar o porque como mais importante do o que se vende de fato).
– Humor e humanidade (o que é muito perfeito faz desconfiar).
– História e emoção (tocar e inspirar as pessoas é a melhor forma de vender).
– Personalização e linguagem (transformar o discurso pra sua linguagem e da sua galera)
– Contexto (mostre pra audiência porque aquilo é relevante naquele ecosistema específico).
– Conteúdo (você deve inspirar e educar, mesmo quando vende).
– Específico, transparente e claro (é preciso facilitar a vida da audiência, falta de informação pode ser interpretado negativamente, como falta de seriedade).
– Empatia, conexões verdadeiras (mostrando que você reconhece a humanidade do outro).
– Persona (autenticidade, presença, voz, nuances, ritmo, confiança, entusiamo)
– Design e experiência (como as coisas são, aparentam e como funcionam).
– Entrega e qualidade (não adianta só vender, tem que entregar até mais do que o prometido).
– Empoderamento e consciência (dar pezinho e não fazer o cara se sentir um lixo se não comprar).

– Consistência (o propósito deve perpassar toda a comunicação).
“Hoje, existe um dilema entre ganhar dinheiro vendendo coisas para preencher os desejos imediatos ou não ganhar com as necessidades mais profundas. Não precisa ser assim. O ser humano sempre está em busca de equilíbrio. Por isso a publicidade, hoje, vende calma (porque vivemos estressados), natureza (porque estamos perdendo contato com o que é natural). A questão é ver o que as pessoas não tem, o que estão querendo e dar isso a elas. Este será o século em que venderemos as coisas que as pessoas realmente precisam e não o que elas apenas querem.” Alain de Boton
ESTUDOS DE CASO: 
 
– Pessoas são diferentes e elas vão experiências outras pessoas e marcas de maneira diferente. Você não precisa gostar das pessoas ou marcas que eu vou citar, apenas olhe com olhos de aprendiz, hackeando cada exemplo.
– Minhas referências
Amanda Mol

Larusso
HelpScout
Chico Rei
Ciro Bottini
Encontro com Propósito
Fred Delboni
Gary Vaynerchuck
Marie Forleo
Paul Jarvis
Perestroika

Tuli Me.
– Criar uma lista de exemplos pessoais.
– Desafio usando a hashtag: vqvaovivomktautentico


ALGUMAS REFERÊNCIAS
http://paulaquintao.com.br/uma-conversa-sobre-marketing-digital-por-paula-quintao/
http://recalculandoarota.com.br/vender-com-verdade/

OUTRAS INFOS:
Pra saber mais sobre a Marie Forleo e a B-School: http://capp.ai/bschool17-1
Pra saber sobre o Decola! LAB: http://www.decolalab.com.br
Pra se inscrever na Mensagem de Bordo: https://www.espaconave.com.br/mb
Quer saber mais sobre o Londres com a Rafa no #cidadesparacriativos: contato@espaconave.com.br
Se curtiu, compartilhe, please?
E conta o que você achou abaixo? Serviu? Ajudou?
Espalhe amor! Share on Facebook0Share on LinkedIn0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone
GOSTOU DESSA DICA?
QUER RECEBER MAIS SOBRE COMO VIVER FAZENDO O QUE AMA EM SEU EMAIL?